Em The Other Side, o 14º episódio da 7ª temporada de The Walking Dead, houve uma breve cena em que Maggie (Lauren Cohan) se aproximou de Jesus (Tom Payne) para lhe agradecer por ter cedido seu trailer.

Ele acaba se abrindo um pouco e comenta que, pela primeira vez em sua vida, sente que pertence a algum lugar desde que Sasha e Maggie chegaram à Hilltop, além de revelar sua orientação sexual.

Em entrevista ao site ComicBook.com, Payne falou um pouco sobre a sexualidade de seu personagem, afirmando que isso não afetará seu desenvolvimento na série de maneira alguma.

Amei como a série lidou com isso e me toquei que não sei quando foi a última vez em que ele falou sobre isso com alguém. Então, isso mostra um bom relacionamento com Maggie. É uma cena tão pequena. Adorei como naquela pequena cena ele falou sobre viver em um orfanato e sobre seus namorados, revelando tanto sobre si mesmo naquele curto espaço de tempo, o que foi incrível. E, é claro, este é um apocalipse, então é ridículo se preocupar com a sexualidade das pessoas.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de Jesus se envolver romanticamente com alguém, Payne disse que “há uma chance”, embora hajam poucas opções devido à população decrescente do apocalipse. Além disso, é difícil pensar em relacionamentos durante a iminência de uma guerra.

Payne afirma que, com o treinamento de Maggie e Sasha, Hilltop está se preparando para o confronto e seus habitantes são bons o suficiente para formar um exército futuramente.

Eles são bem resilientes. Eles não são como o pessoal do Reino que marcham todos os dias e têm armaduras e tudo o mais. Tem sido assim por um bom tempo em Hilltop. É uma situação imperfeita e isso vai piorar. Gregory é um personagem perigoso que pode ferrar tudo a qualquer momento. Acho que Hilltop será uma boa adição.

O episódio terminou com Sasha se infiltrando sozinha no Santuário para tentar matar Negan. Essa missão suicida talvez não teria sido possível caso Jesus decidisse intervir ao perceber que Sasha estava tramando algo.

Jesus não é o tipo de pessoa que se intromete na vida dos outros. Todos têm suas próprias vidas e têm escolhas a fazer. Ele é um bom apoio. Ele quer ajudar as pessoas. Se é isso que Sasha quer fazer para ficar em paz consigo mesma e manter sua sanidade, mesmo sabendo que ela estaria selando sua própria morte, é uma escolha só dela. Ele diz, ‘Eu gostaria que você não fosse, mas sei que você vai’. Não se pode impedir isso.

Quais são suas expectativas para o futuro de Jesus em The Walking Dead?

Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte CB
For what do we live, but to make sport for our neighbors, and laugh at them in our turn?
Prezamos por comentários relevantes e respeitosos. Confira nossa Política de Comentários e para mais discussões sobre The Walking Dead e outras séries, curta nossa página no Facebook! Gostaria de escrever para o The Walking Dead Brasil? Clique aqui e faça parte do site.