Apesar de acontecimentos marcantes como a morte de Carl e a resolução da guerra contra os Salvadores, a 8ª temporada de The Walking Dead sofreu uma queda considerável de audiência em comparação com os anos anteriores.

O episódio final foi assistido por cerca de 7,91 milhões de pessoas, obtendo a menor audiência para uma season finale desde a primeira temporada. Além disso, a 8ª temporada atraiu uma média de 7,82 milhões de espectadores por episódio, número expressivamente menor do que os 11,35 milhões da 7ª temporada.

No entanto, a alta direção da AMC alega estar satisfeita com os resultados obtidos, pois a emissora não teria sido afetada financeiramente.

De acordo com os relatórios anuais de faturamento, a AMC continua batendo recordes de faturamento com a franquia, que continua sendo seu grande carro-chefe mesmo com as sucessivas quedas de audiência tanto da série principal quanto do spin-off Fear The Walking Dead.

Durante uma conferência para investidores e analistas de mercado, Sean Sullivan, CEO da emissora, afirmou que a série tem mantido uma posição dominante em ranking de audiência mesmo com o número decrescente de espectadores.

Embora Sullivan admita que atualmente é difícil se destacar no mercado de entretenimento, ele assegurou que o quadro de diretores acredita que a equipe criativa da série tem feito um ótimo trabalho.

De fato, a AMC tem interesse em dar continuidade à The Walking Dead mesmo com a saída de Andrew Lincoln, o ator principal. Norman Reedus teria recebido a oferta de um cachê expressivo para assumir o papel de protagonista.

Fonte THR
For what do we live, but to make sport for our neighbors, and laugh at them in our turn?
Prezamos por comentários relevantes e respeitosos. Confira nossa Política de Comentários e para mais discussões sobre The Walking Dead e outras séries, curta nossa página no Facebook! Gostaria de escrever para o The Walking Dead Brasil? Clique aqui e faça parte do site.