The Walking Dead ao longo dos anos se notabilizou por apresentar um nível interessante de drama, uma pitada de ação e bom desenvolvimento de personagens. Os três primeiros episódios deixaram a desejar em todos esses aspectos, mas em “Some Guy” o roteirista David Leslie Johnson usou a fórmula de outrora e concebeu um capítulo interessante sem grandes ressalvas.

É o quinto episódio roteirizado por David e é visível sua qualidade em conceber histórias com começo, meio e fim dentro de cada capítulo. Temporada passada escreveu “Hostiles and Calamities” focando na jornada de Eugene no Santuário, “Triggerfinger” e “Chupacabra”, ambos da 2ª Temporada, que mostraram Daryl delirando e vendo Merle em seu devaneio e Rick, Hershel e Glenn em um momento de confronto com outro grupo em um bar. “Swear”, focando em Tara e no grupo Oceanside, teve boas ideias, mas foi o único demérito de David até agora. Todos esses citados são no mínimo ótimos, assim como o episódio dessa semana, o que evidencia que o principal problema de The Walking Dead é o roteiro, por muitas vezes deficitário.

O começo do episódio mostra Ezekiel se vestindo do personagem e encarnando tal persona antes da guerra. O tom passado é bem interessante nas cenas que mostram familiares se despedindo e dando finalmente algum peso a esse evento. O fato de Ezekiel ser um líder diferente é bem acentuado, pois ele apresenta méritos que Rick e Maggie não tem, especialmente no fator lúdico e motivacional, por exemplo, mas em contrapartida falha em quesitos que os outros líderes não falhariam.

O texto antes dos créditos é muito interessante porque toca na dualidade da guerra de forma sútil, mas eficaz, especialmente na parte que diz que o adversário pode ser apenas um grupo de assassinos ou inimigos criados pela circunstância, mas que todos devem morrer. O discurso se inflama na frase “Eu sorrio, eu rio, eu me alegro neste dia. Pois neste dia estamos unidos em propósito e visão, temos um só coração e mente. Neste dia, somos um!, nesse momento a música sobe, a câmera usa um plano fechado que vai se abrindo e a cena corta do Ezekiel e seus seguidores entonando “Somos um!” para aquela cena magistral dos mesmos súditos mortos sobre o rei. Magnífico. Méritos também para a direção de Dan Liu, que debutou na função nesse episódio.

Carol voltou a ter destaque nas cenas de ação, mesmo sendo um pouco Deus Ex Machina em suas inserções. As cenas foram viscerais e bem dirigidas e nada foi gratuito ou em demasia e o mais importante: serviu na composição da narrativa. Talvez o ponto fraco de “Some Guy” fique por conta do vilão que foi bem bobinho e extremamente caricato. Os Salvadores em sua maioria têm esse arquétipo.

Depois temos um diálogo entre Ezekiel e Carol onde debatem a concepção de ser um herói naquele mundo e chegam a conclusão que tudo é uma questão de escolha. Escolhemos ser heróis, escolhemos ser fortes mesmo antes não sendo e o apocalipse se torna de certa forma catártico para essas decisões. Obviamente também há esses dilemas no mundo normal, mas a urgência da evolução nesse contexto nos obriga a entender o que somos ou o que devemos nos tornar muito mais rapidamente.

A inserção sonora em que Carol escuta a motocicleta de Daryl também é bem-vinda porque ela contextualiza a próxima cena sem precisar explicar nada. Rick e Daryl vão recuperar as armas. E a cena de ação na estrada também é bem executada, nada de excepcional, mas não insulta a inteligência do espectador e apresenta uma montagem factível que mostra como essa dupla age em sintonia.

A morte da Shiva serviu como catalizador para que o ‘personagem’ Ezekiel morresse e a partir disso uma nova faceta apareça. A cena de certa forma é tocante porque matar o “animal de estimação” em qualquer situação apela para nossos sentimentos, mas se a interação entre os dois tivesse sido mais acentuada essa perda teria muito mais impacto. E o fim é extremamente melancólico porque mostra as famílias esperando a iminente e óbvia notícia que qualquer guerra traz enquanto o rei retorna a seu reinado, calado, mas agora sendo apenas Ezekiel.

“Some Guy” apresenta uma jornada concisa e derruba mais um rei no tabuleiro. Diálogos bem escritos, coerência e direção que por um ou dois momentos se destaca compõem o melhor episódio da 8ª Temporada até agora. Simples, mas extremamente bem feito no que se propõe.

NOTA: 8.0/10

The Walking Dead 8ª Temporada Episódio 4

Título: Some Guy

Temporada: The Walking Dead 8ª Temporada

Data de Estreia: 12/11/2017

Roteiro: David Leslie Johnson

Direção: Dan Liu

Audiência (EUA): 8.69 milhões de espectadores

Sinopse: Uma nova arma do arsenal dos Salvadores se mostra um grande problema enquanto a batalha dos aliados de Rick contra os Salvadores continua.

  • Wilson dos Santos

    Muito bom seu texto Fernando!

    • Fernando Floriano

      Thanks 🙂

  • Box TV

    Algumas cenas foram mal feitas, mas no geral esse episódio foi bom. Eu não gostei nem um pouco do episódio 2 dessa temporada, sequências de ação mal dirigidas e sem nenhuma emoção. Esse episódio conseguiu trazer o que essa temporada não tinha alcançado até o momento: entregar uma tensão verdadeira, mostrar o clima apreensivo que uma guerra deve ser.
    O próximo episódio deve ser bem fraco, mas espero que os outros mantenham o nível parecido com esse.

  • Ghost Orochi

    Fiquei muiito triste pela morte da Shiva, principalmente pela forma como foi, mas entendo perfeitamente que isso teve que acontecer, faz parte da série. E sobre o episódio todo, achei bem legal. A Carol de volta, acabando com aqueles malditos salvadores. ADOREI ver eles caindo quase que de uma só vez quando ela atirou do teto. Gostei muito desse episódio.

  • Jardel Rodrigues

    “E a cena de ação na estrada também é bem executada, nada de excepcional, mas não insulta a inteligência do espectador e apresenta uma montagem factível que mostra como essa dupla age em sintonia.”

    Ehh…mais ou menos hein fernando. Uma .50 daquela derruba aviões mas não atravessa o vidro do jipe do Rick kkkkkkk. Pra mim o episódio foi o melhor da temporada sim, mas isso não era muito dificil pra falar a verdade e ainda assim vejo muitas conveniencias e fatos que seriam abordados de maneiras melhores nas primeiras temporadas. De qualquer forma, uma boa critica.

  • Zamtonsky Mun

    O roteirista é bom e experiente mas nao salvou o personagem porque é bem assim fora da realidade geral do seriado comparado a todos os outros personagens. Ezekiel é um personagem fraco demais em sua concepção…nao trasmite emoção, nao tem “tempero”…é um personagem insoso…sem gosto. Ficou um personagem muito caricato parecido com negan só que inversamente proporcional. Enquanto o primeiro é sanguinário o segundo é assim muito ligado a fantasia. E eu achando que a lori era o personagem mais irritante e chato do seriado…estava enganado!

  • Aaron Menezes

    Continua ruim, mas, esse foi menos ruim. Resumidamente HAUSHUA.

  • StrikerX

    Agora o Ezekiel deve dar uma parada nas maconha e parar de brisar tanto.kkk

  • Ezequiel Gilberto Gil

    Achei bem fanboy essa crítica hein… aliviou bastante em umas partes que não dá pra aliviar.

  • Ezequiel Gilberto Gil

    Acho que a pior coisa do Ezekiel foi terem escalado esse ator. O cara é muito fraquinho.

    • Zamtonsky Mun

      Foi o ator mais fraco já escalado….até alguns figurantes parecem fazer melhor.

  • Eder Sokolowski

    Cara q enrolacao pro cara matar o Ezequiel kkkkk. Gostei da cena do velozes e furiosos 😀

  • Junco

    Entrei aqui pra ver se sou só eu que estou achando essa temporada uma merda…

    • Luis Carlos Zardo

      Tá uma nhaca mas a gente asseste mesmo assim…

      • Junco

        Vdd, tô assistindo agora para ver o quão ruim vai ficar kkk tá até cômico algumas partes

  • Michael Scofield

    Respeito a opinião do Fernando, mas discordo imensamente. Achei um episódio extremamente mal executado, pobre em vários aspectos. A morte de Shiva foi uma catástrofe criativa, sem o menor impacto e com sérios defeitos de concepção…Coisa ”b” mesmo.
    E não tem jeito: Não engulo essa ideia de fazer com que Carol seja o resultado da cruza entre o Jiraya e Chuck Norris, passando por cima de qualquer lógica para promovê-la como fodona peito de aço.
    Em minha opinião, o que salvou dali foi a abertura – essa sim bem executada, bem montada – e o desempenho de Payton.

    • Junco

      Cara estava vendo a cena da guerra do governador contra a prisão, foi MT melhor que essa dos salvadores contra Rick é cia

    • Amanda

      Tecnicamente tá tudo meio medíocre há tempos, pelo menos aqui tentaram ligar as coisas. No episódio passado o Rick e o Daryl já partiram pra aquele lugar e nesse teve a ligação do barulho da moto chegando. Em outros tempos eles iriam simplesmente passar por ali do nada e resolver tudo. O que não entendo e tá CHAAAATO é esse 8 ou 80 do Rick, em um episódio ele tá todo pensativo de ser o monstro da história e meio chateado pelo Daryl matar geral… no outro taca o [email protected] pra uns caras andando de carro na estrada… no próximo ele vai tá todo pensativo de novo =/
      A parte da perseguição eu até imagino a sala dos roteiristas “temos que por uma cena de ação em todos os episódios pq o público quer” … achei até divertidinha, exceto pq aquela arma dos salvadores não fez estrago nenhum praticamente. E mal feita, daryl caiu da moto e reapareceu do nada kkk

    • JORGE SALGADO

      Discordo. Foi muito bom .

  • Kevin Feige

    Acho que o pessoal ficou com uma opinião fixa de “TWD tá um lixo” que não importa o quanto o episódio melhore, sempre acharão ruim e darão nota baixa. Isso aconteceu basicamente em todos os episódios até agora, sendo que houve uma melhoria quanto à alguns episódios da 7ª. No mais, o ruinzinho até agora foi o segundo. Também concordo que o quarto foi o melhor.

    • Michael Scofield

      Veja, não é por ai.
      Quando vc é verdadeiramente fan de uma série de tv ou do que quer que seja, quer que continue. Que não seja interrompida por erros sequencias que possam afastar o interesse do público e, consequentemente, retirar investimentos da produção.
      TWD está ruim de forma geral. Os roteiros estão vazios, repetitivos e a estrutura muito mais próxima à produtos de baixo orçamento do que de uma série de renome e sucesso.
      Eu quero que TWD tenha vida longa, se reinvente, nos presenteie com sequências bem construídas e de encher os olhos..Já me agarrei na expectativa em outras ocasiões, como foi o caso do segundo episódio dessa temporada e permiti que minha admiração falasse mais alto. Não é bom negócio.
      Dê uma olhada nas críticas do público americano no Rotten e no IMDB. É uma avalanche negativa. Isso não pode e não deve continuar. Apenas sendo mais críticos e observando a série como entretenimento puro, sem deixar que o fan fale mais alto, será possível mandar um recado aos produtores.
      TWD nunca teve o apoio da crítica. Se perder o apoio do público, como já está ocorrendo, pode ser um caminho sem volta. Fans verdadeiros não querem que isso aconteça.

      • Junco

        Acho que vc resumiu tudo, tá parecendo produção B, como pode né, será falta de grana? Tenho achado os atores que tem aparecido bem fraquinhos, que nem aquele que ficou arrastando o rei o capítulo todo, aquele gordinho que salva o rei no final tb, e por aí vai, isso tá contribuindo MT para o fracasso da da série

      • Zamtonsky Mun

        O problema é esse….fãnboys sem noção e mais sem noção ainda são os produtores que nao se preocuparam com isso e copiaram e colaram dos quadrinhos para a TV. Está ai o resultado….um fracasso.

  • Luis Carlos Zardo

    Episódio foi realmente MENOS ruim que os demais, a crítica foi legal, mas exagera na fanboyzice…

    Problema de TWD não é roteiro, o roteiro de Kirkman é excelente, problema é RITMO, eu sei que a série não é apenas sobre matar zumbis, mas, assistir aqueles 4 minutos de Ezekiel e seus discursos idiotas foi de chorar, mas o pior é saber que aquilo foi feito apenas para que nos “importássemos” com o personagem, TWD já usou este tipo de artimanha dezenas de vezes, sempre com resultados obviamente pífios, se não tinhamos uma conexão com o personagem até então, depois de desenas de episódios, não é enchendo o nosso saco no meio da ação que isto vai acontecer.

    Um exemplo melhor foi a cena patética de Aaron abandonando o combate e arrastando o namorado por umas cinco quadras, depois perdendo meia hora chorando (enquanto o seu pessoal está lá morrendo), cara, ninguém liga pro namorado dele (seja lá qual for o nome do cara, já foi tarde…)

    Aquelas cenas angustiantes da outra personagem (sei lá o nome também, não me importo) com fones de ouvido no caixão enquanto é levada para Alexandria…

    A cena de perseguição de Rick e Daryl foi realmente legal, a cena da matança de Morgan foi impressionante, mas, Carol? Sinceramente, ela mal consegue se manter de pé, deve pesar uns 40 quilos, não tentem me empurrar goela abaixo que ela seira capaz de fazer o que faz, no mínimo deveriam ter colocado ela com um personal trainer para ganhar alguma massa muscular.

    capítulos inteiros com foco em personagens irrelevantes (como o citado “Swear”)

    FTWD está ANOS LUZ superior à série principal, eu me importo muito mais com o destino dos personagens de Strand, Troy e Nick do que com a vasta maioria dos personagens de TWD.

    • Vitor Costa

      Não assisto FTWD, más concordo muito com sua opinião sobre twd, o ritmo é terrível, personagens que ninguém liga tendo relevância demais, Personagens ótimos aparecendo de vez enquando, agora uma coisa eu digo, o pessoal que cuida das cenas de ação está podre igual os zumbis, pelo amor vai ter tanto furo assim.

      -Na cena em que Carol tem que decidir se salva o rei ou se avança pra cima dos 2 atrás do carro e ela decide ajudar o Ezekiel, pelo amor os caras tinham poucas balas mas ainda tinham, assim que ela virasse as costas era só acertar.

      -Os salvadores não sabem pegar cover nem parar de atirar, Carol esta parada atrás do carro por vários segundos e eles continuam atirando no além, para então APENAS UM salvador chega mais perto dela, eles estavam em muitos, por que não irem em 2 sabendo do perigo que ela traz.

      -No episódio em que o namorado do Aaron toma o tiro, a cena de ação é extremamente mal montada e longa, fora o cover dos salvadores que eu não consigo acreditar em tamanha burriçe

      -Na minha opinião, se tem uma coisa que é mais podre que o ritmo( que se serve de explicação o problema não é ser lento, é ser chato.) é as cenas de ação.

      -E cá entre nós, dava pra fazer uma Shiva mais bem feita.

  • Caio Guilherme Mendes Andózio

    Oi pessoal, vou fazer a minha análise e minhas percepções desse 4 primeiros capítulos da Season 8.
    Se vcs concordam ou não, comentem pois além de eu gostar de conversar sobre o assunto, gosto de debater e ver como cada um pensa. Esse é o terceiro dia que entro no site e que comento. No começo, eu só via as noticias.

    8X01 – Mercy: Achei esse capítulo muito fraco. Se for para começar uma guerra não me convenceu em nada. Aquele diálogo inicial do Negan foi horrível. Personagem já esta bem cansativo. O Flashforward do Rick foi ridículo, o cara parecia que tinha mais de 60 anos e a Michonne e Judith nem envelheceram. Achei ridículo levar zumbis até o santuário, se a guerra tem que levar pessoas armadas até o dente. Mas entendi a intenção porém foi mt ruim. Edição do capítulo sem nexo de uma cena para outra. Sem conexão. As partes legais foi do discurso do Rick, Gregory se mostrando um bundão de nvoo em contar tudo para eles. Ah aquuele suspense envolvendo o Negan com o Padre nem deveria ter sido criado. Vocês veem que eles perdem tempo com uma cena que não vai agregar em nada a história principal infelizmente. Nota: 3,0.
    8×02 – The Damned – Achei o melhorzinho desse ano. Porém tinha coisas esquisitas como o grupo do santuário estava tão de boa que parecia que nem em guerra estavam, tiros e balas infinitas, e claro na maioria do momento o tiroteio parecia torneio de paintball sem emoção nenhuma, cenas de ação mal desenvolvidas, mas gostei pois deu o pontapé melhor no que significa guerrear grupo x grupo. Esse episódio deveria ter sido o primeiro. E guerra não precisa ter quase emoção e sim tem que ser bem feito, foi legalzinho. O que me irrita profundamente é o Jesus sendo destruído nessa série, ele é um lixo total desde a 7ª Temporada. Infelizmente ele recomeçou o mesmo lema anterior que era do Morgan: Toda vida é preciosa. Ridículo. Quase se matou e quase matou a Tara por isso. E as cenas do Rick foram melhores. Para mim é ele e o Daryl que estão salvando o ano, e Carol tbm. Bom, inserindoo Morales foi uma surpresa. E as cenas de porrada do Rick com o salvador foram interessantes. E outra coisa: Com tanto tiroteio achei que apareceu poucos zumbis para comer os caídos e os vivos. Apareceu nem 10. Antes na segunda temporada o Carl deu um tiro no Shane zumbi e apareceu uma horda com certeza com mais de 30 zumbis. Mal feito não é? Mas depende da região, mas tinha que ter muitos zumbis. Nota: 4,7
    8×03 – Monsters: Para mim o pior capítulo do ano disparado. Lixo Total. Primeiro destruiu a sequência do capítulo 2 indo da água para o esgoto. Morales morreu de forma tão inútil pior que a morte de um zumbi comum de costas para a câmera ainda. Até um cara amador pode fazer melhor e outra coisa sem nexo: Pq vc vai reviver um cara 7 anos depois para ter esse destino? Foi bem pior. ficasse sem saber dele. Aggora se construíssem algo interessante entre a tensão entre ele e Rick, se tivesse uma história entre os dois seria bem vindo, mas não. O roteiro lixoso, jogou a oportunidade no lixo, foram preguiçosos para dá significado do retorno dele. Ridículo. A parte dos Salvadores se renderem e Jesus querer levar o grupo de assassinos para casa foi pior que ridículo, foi sem nexo nenhum, e a luta dele com o Morgan foi para agradar posers da série. Realmente se Jesus e Morgan forem mortos vão tarde, dois personagens chatos, previsiveis, irritantes e que agregam nada e só atrapalham. estragados se quer dizer. Só falta convencer a Maggie ai será desastre total, ai declaro que terá uma rebelião em Hilltop e eles vão achar a oportunidade de se soltar e matar todos lá dentro e sobrar a viúva. vamos ver. Discurso do Gregory foi ridículo e mentiroso parece político brasileiro cara de pau convencido e covarde, funcionou obviamente ele tem carisma e convenceu a viúva. AAron outro personagem inútil deixa o namorado na árvore para morrer. Ridículo. Ninguém faz isso com amigo imagine com o namorado. É obvio que ele ia morrer. Parece que eles desafiam a nossa inteligencia. Roteiro pior que infantil e ainda não mostra o cara zumbi. Isso mostra que a importância do personagem foi para o esgoto, ninguém deu importância nenhuma a ele o Eric. Ridículo. única cena legal é o Daryl impiedoso e metendo bala nos salvadores. Só isso. O discurso do Ezekiel foi ridículo, chato e ele contando a vitória antes do tempo deu merda obviamente, o gancho final foi uma bosta tbm. Episódio desprezível. NOTA: 1,0.

    E Agora o último: 8×04 Some Guy – Bom outro capítulo ruim mas foi o segundo melhorzinho do ano 8. Realmente estava cansado desse rei calastrão, confiante contando a vitória antes do tempo, tava cansado desse discurso de lider de torcida, ou de ppolítico brasileiro. Sempre falando e falando. Cansativo. Bom como aconteceu no fim do capítulo anterior, foi algo para despertá-lo dessa fantasia de rei, de vitória, de glória. Todo mundo morreu sobrou dois carinha, morreu e sobrou jerry e a Carol. A parte do rei quebrando a perna foi mal contada não se sei se foi caindo em cima dele um monte de homens ou diferente. Bom, cenas chatas dele escapando e sempre tem alguem para salva-lo né; E outro carinha nerd que o levou, irritante e como a série quase aproveita nenhum personagem novo, vai lá e o carinha morre. Jerry foi a parte legal cortando-o ao meio mas ele sendo puxa-saco do rei é meio irritante mas vejo nele um cara confiável e leal. A parte do tirroteio com a Carol foi Ridículo, os caras nem tinham a capacidade de cercá-la cercou ficam com as calças mixadas kkkk. A parte dela anterior ela matando cinco carinha foi meio forçada mas a mulher é inteligente e guerreira então… A parte em que o Rick e Daryl do nada em seguida persegue os mesmos caras que ela estava tentando nocautear foi sem nexo nenhum. Acho que a Carol mandou a mensagem através do cerebro para o RIck dizendo: – Oi eles estão fugindo com a arma m2 gigante vcs estão perto? E depois o carinha com a arma gigante na traseira da picape não acertar um tiro e nem de raspão nos dois heróis do oitavo ano. Bem esquisito né? O pior foi o Daryl cai com a moto rastejar no chão, 9 segundos depois ele passa o carro do Rick e atira e mata o carinha da picape de atrás. Que sinistro. O que o Daryl tinha na moto? Turbo superveloz? Esquisito. A paarte mais legal foi o Rick pulando do carro para o carro do salvador. kkk. A perseguição do carro com o carro foi interessante.
    Bom ai vem a pior parte de todo ano: SHIVA morre. Antes com a chegada desse reino fiquei imaginando o que seria util um tigre no apocalipse mas ela foi sensacional com o que pôde fazer. Mas morre de forma tão desabrochante que foi ridículo. Ela significava muito mais. ELa é melhor que Jesus, Morgan,Tara juntos. Bom, ela tinha forças para arregaçar seis zumbis? o pior foi os outros olhando sem fazer nada. Shiva morreu sem gloria, sem importância, parecia que morreu um figurante de um filme e de série qualquer. Sei que veio da HQ mas foi mal feito, sem emoção nenhuma em quase nenhum personagem, só o Ezekiel trouxe emoção a cena. Parecia tudo frio e sem significado. Se ela fosse fuzilada teria mais emoção; Bom como acabou foi normal e ele todo quebrado um dia tão ruim assim foi horrível e de acordo com os comentários dos walkers fãs ele recebeu do nerd a previsão da morte. Na hora nem me toquei. Que dia rei. Mas pelo menos espero que ele abra os olhos para a realidade. Se ele não melhorar depois disso é melhor a série acabar com ele, ate eu depois disso viraria o rambo ou Chuck Norris. Nota: 2,0

    Bom é isso claro que a série tem coisas positivas como focar no individual do personagem e entre outras coias senão nem estaria aqui, mas assim devemos analisar os erros com respeito e discuti-los para saber como cada um pensa, é importante debater. Então para mim está longe do ideal de uma verdadeira guerra entre gangues, esta confuso, até agora não mostrou o ponto estratégico do grupo do Negan só mostra os parceiros e o RIck e outro lado não temos visões e nenhuma ideia do que está acontecendo. deveria pelo menos ter dois capitulos do grupo do Negan para saber como pensam, se tem estratégias miliates, de guerrilha etc. até agora nada. E as vezes exageram em colcoar suspenses em lugares que não existem e nem precisa. 4 capítulos na média mediocres longe do top de linha do que é verdadeiro THE WALKING DEAD. lamentável. desde a 6ª temporada cai drasticamente de qualidade. Até que enfim vai mostrar o Negan no próximo mas as minhas expectativas diminuem a cada semana. mas sou fiel e vou até o fim como um relacionamento de casamento com a minha querida TWD.

    NOTA GERAL: 3,0

  • Tony Soprano

    Muito bom episódio, achei até agora o melhor dessa temporada.

  • Mr. L

    Discordo do vilão ter parecido bobinho ou caricato. Pelo contrário, achei um sopro de ar fresco trazerem uma persona mais jovem e com uma estética, digamos, mais frágil, que fugiu um pouco daquela caracterização banal do cara de 30-40 anos, cabeludo/barbudo, camisa xadrez, estilão truck driver… O garoto ofereceu uma textura interessante à sequência, fazendo um tipo raivoso, afetado, um tanto “pisicopata teen” e conduzindo um diálogo sanguíneo em meio a risinhos nervosos descontrolados. Um tipinho odiável e por isso mesmo crível. Aliás, um contraste bem sacado: Uma “majestade” sendo humilhada por um tipo João-Ninguém.

    • Ghost Orochi

      Mr. L, vc é o cara, vc sabe de tudo. E sempre acabo concordando com suas opiniões, pq tenho as mesmas.

  • Viviane Martins

    Excelente crítica do Fernando. Concordo com o texto do início ao fim. Esse episódio mostrou claramente que o maior problema da série é de roteiro mal escrito. Quando eles contratam um bom roteirista a série ganha sentido e consistência, como nesse episódio. Muito bom!

  • Thiago Moura Lima

    Ótima crítica! Muito bom o texto! Concordo com sua perspectiva. Além do olhar crítico ele evidencia a deficiência nos eps anteriores, que se remete também a direção e roteiro. Parabéns Fernando ✌️😎

  • Chuck Norris

    So discordo do vilao ter sido ruim.
    Jim carey trabalhou muito bem nesse episodio

  • Leonardo Tavares

    Eu gostei do episódio, foi bom. Mas ainda não consigo deixar de reparar os detalhes da ação. Armas com munição infinita, armas que não tem coice, nenhuma cápsula dos tiros sai das armas. E a tentativa da série em duvidar da inteligência do espectador, poxa se Carol quisesse impedir a fuga dos cara, era só atirar nos pneus do carro, Rick e Daryl numa perseguição pra mim fraca, tiro de uma .50 que não afetam o jipe. Shiva numa morte fraca, cercada por zumbi!!! Sério, era só pular por cima gente. Era mais fácil ser morta por um tiro da .50, aí sim. Sei lá… Eu achei o episódio bom, mas atenção aos detalhes deixa a desejar. O próximo vou assistir sem ficar reparando nisso.

    • Mr. L

      “O próximo vou assistir sem ficar reparando nisso.”. Acho que esse é o segredo. Se joga! É um apocalipse zumbi!!! Quer realidade? A arma da Carol parecia ser uma AK-74, de calibre menor do que a 47, é fuzil de assalto pra curta distância. A bala dela até penetra a banda de ar de um pneu selado de humvee, mas como o pneu é grosseiro e o bicho é 4×4, o máximo que vai fazer é tirar a estabilidade nas curvas. Talvez por isso eles tenham sofrido nas manobras pra desviar dos zumbis na estrada! Isso são detalhes na série, não podem tirar o brilho de todo o resto!

      • Ghost Orochi

        Concordo. Vc falou tudo Mr. L. Eu amo a série e quando to assistindo não me prendo a pequenos detalhes, me jogo dentro da série, dentro do episódio sem ficar focando em pequenos detalhes. Assim é bem mais divertido e emocionante curtir TWD.

    • Rodrigo Cirilo

      Verdade, tão simples atirar nos pneus.. pensei nisso na hora..

  • Amanda

    “Talvez o ponto fraco de “Some Guy” fique por conta do vilão que foi bem bobinho e extremamente caricato.”
    eu acho exatamente a mesma coisa do Negan e principalmente do Gregory. Na minha opinião hq é uma coisa e tv é outra. Ações e gestos caricatos na tv é ridículo, principalmente numa série “séria”, na hq funciona.

  • Lee

    Ah, falar que as cenas foram bem desenvolvidas na parte da ação, não dá! Parecia que eu estava assistindo a um episódio do chapolin, dos trapalhões. Os tiros, pela madrugada, que coisa horrível! A cena da perseguição também…fala sério! O cara com uma ponto 50 de frente pro rick, a menos de 10 metros e nada acontece….não dá!

    • Queliom Assis

      O que você queria exatamente? Que ele acertasse o tiro no Rick e ele morresse logo? Existe uma chance, ainda que razoavelmente pequena, do cara da .50 errar os tiros já que o carro dele está em movimento. Atirar com .50 na realidade não é como atirar em joguinho com computador como BF, ou COD. A arma é pesada, deve ser apoiada num local sem movimentos desordenados, e principalmente deve ser mirar, coisa que ele não fez. Atirou aleatoriamente, num carro em movimento, num alvo indo pra um lado e pro outro e alternando entre movimentos. Independente de tudo, é só uma série, se levar em conta as chances das coisas acontecerem como na realidade, TWD já teria acabado faz tempos com todo mundo morto.

      • Lee

        Lógico que não, mas cara…os tiros bateram naquela carenagem do motor , por exemplo, no vidro…e nada aconteceu

  • Mr. L

    Ainda bem que nenhum dos graaandes fãs de TWD que dão expediente por aqui é showrunner, produtor executivo, diretor, supervisor de CGI ou roteirista da série. Porque se fossem, Shiva teria se transformado em Saiyajin pra lutar com os zumbis numa cena de 15 minutos e US$2 milhões em Vfx; Ezekiel nem teria surgido na trama porque é muito chato; Carol, fracote, teria medo de barata e já tinha morrido de gripe faz tempo; Daryl e sua moto tinham sido despedaçados ao meio pela .50; ninguém teria mais munição e na Guerra Total estariam lutando com facas e pedradas; Cadeados de aço 80 seriam estourados na raça da mesma maneira que se corta um pedaço de contrafilé com osso; e a perseguição de Rick (que a essa altura já não deveria ter qualquer dualidade e se tornado um Darth Vader) teria terminado com ele morto com a cabeça arrancada pela .50 ou dando um tiro nos caras com o jipe parando devagar no barranco pra ficar tudo mais “realista”…

    Ufa! Graças a Deus que, para os “fanboys”, só tem tem gente incompetente lá na AMC fazendo essa “série B”, pobre, patética, pseudo projeto de fenômeno pop mundial que vive de embromation… Porque se fossem os “fãs de verdade” daqui, a série já tinha até terminado ou nem sido adaptada pra TV!

    • Oscar Tenorio

      Caralho! 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣 virei teu fã Mr. L
      Falou tudo que penso!
      Chupei, fanboys

    • Marcello Da Silva Gallo

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Zamtonsky Mun

      Seu nível de criatividade com as palavras me deixou com inveja!

    • Artur Moreira Machado

      Parabéns, isso só deixa claro que as pessoas perderam o poder de senso crítico mediante a algo que gostam. Tem pessoas que preferem viver no limiar entre o gostar e o saber julgar. Coisas ruins não devem ser aplaudidas, e não meu amigo, não existe relatividade aqui. E ruim! E ruim! E horrível!

      • Mr. L

        Meu conselho então é… pare de assistir! É um produto! Por acaso é um produto de entretenimento, do segmento criativo, uma abstração. Se fosse um sanduiche e você não “concordasse” com o sabor, você ainda comeria toda a semana e iria às redes sociais pra reclamar da maneira como o cara derrete o queijo???

        • Oscar Tenorio

          Puta merda. Gostei da analogia. Kkkkkkkkk

        • Artur Moreira Machado

          Se eu comesse o Sanduíche a 7 anos e claro que eu iria reclamar.. Que tipo de boçal eu seria se não reclamsse de algo que antes era bom e agora esta ruim?

        • Peterson Santos

          Pelo visto a pessoa iria sim continuar comendo o sanduíche e ficar reclamando kkkkk
          Aplausos para você Mr. L

          • Angelita Andrade

            tem gente que toda semana reclama e tem feito isso pelos últimos 8 anos!

    • Artur Moreira Machado

      Essa crítica se encaixa perfeitamente no seu texto. Seja lunático. Se jogue na série. Não julgue, apenas assista e sorria.

      • Mr. L

        Epa! Não sei se entendi bem seu ponto… Meu argumento tem a ver com não se prender a detalhes bobos. Não é parar de pensar, raciocinar… Mas curtir a proposta do enredo! Deixar a imaginação fluir!!!

        • Artur Moreira Machado

          Detalhes bobos!? jesus.

        • Artur Moreira Machado

          Minhas críticas com essa temporada nem estão relacionadas a extrapolação da realidade, e sim, da forma que isso e feito.. Vem sendo feito de uma forma completamente pífia. Ai vc e fala “Esquece isso ai, não se prenda em detalhes bobos”, ignore todos os pontos horríveis que a série vem apresentado e se caso vc não conseguir ser tão ingênuo simplesmente pare de assistir, pq afinal, vc nem assiste isso a 7 anos.

        • Ezequiel Gilberto Gil

          Você distorceu a opinião dos que não gostaram do episódio. Não precisa fazer isso para fazer valer seus argumentos.

    • Queliom Assis

      Finalmente um comentário coerente.

    • JORGE SALGADO

      Apoiado!

    • Angelita Andrade

      Bom Saber que tem mais gente que pensa como eu! Uma série que já está na sua 8ª temporada e na minha opinião está se desenvolvendo de forma incrível! a 8ª Temporada está tendo muito impacto mostrando mais uma vez que TWD é um drama que envolve pessoas e não apenas tiro, porrada e bomba

  • Marcelo Henrique

    Entrei aqui só para ler o que o Mr. L tem a dizer.

    • Oscar Tenorio

      Virei fã dele kkkkkkkkkk

      • Ghost Orochi

        Eu tbem kk

  • jean
  • Paula Araujo

    Gostei desse capítulo, principalmente pq foca um pouco na Carol, que eu amo! Ela sempre arrasa! A cena de perseguição entre Daryl, Rick e os salvadores também foi bacana! Mas o ponto alto foi mesmo a morte de Shiva! Faltou explorarem mais essa cena, pra mexer mais com o nosso emocional! Mesmo assim, chorando até agora pela Shiva!

  • Enio Walter

    Só deem uma explicação plausível para que os tiros dados por uma arma .50mm contra uma viatura que não seja blindada não consigam para-la.

    • Oscar Tenorio

      Certo. Me dê uma explicação plausível pra mortos andarem. É o universo da série.

  • Carlos Roberto

    Seu texto é muito bom; mas a serie já não responde tão bem seu otimismo a perda de quase 10 milhões na live; ou seja momento de exibição já se foi desde a temporada passada; pois os cortes secos nas cenas; e querendo agir como na série LOST em mudar o clima; justo no momento errado isso é passado não é engolido desde 2010 quando acabou LOST. Imagine só nas temporadas passadas tivesse esse corte seco e burro; quando todos procuravam a Sophia filha da Carol; e encontraram ela dentro do galpão onde o o Sheinne queria fuzilar todos os zumbis. e o último foi a Sophia tão procurada e sobrou para o Ricky atirar na cabeça dela; lembram da cena? Quinto episódio da 2a. temporada; a câmera foi se afastando lentamente. todos chorando ali no chão em desespero o Ricky parado vendo a Sophia baleada por ele; finalizando o episódio num silencio triste. Hoje em dia eles cortam as cenas tão secas na tua cara que qualquer emoção ou drama se perde. E com isso a audiência.

  • Artur Moreira Machado

    Acredito que vc foi irônico, estou certo? estou certo!

    Dentro do meu conceito de bom senso, ninguém pode ter julgado o ep assim. Não existe. Não tem como. E completamente ilógico.

  • Carol Caldas

    Nunca gosto de episódios centrados apenas em um núcleo ou um personagem, ainda mais em um personagem que me dá tanta preguiça como Ezekiel, acho uma perda de tempo, roteiro e episódio. Fico com mt raiva quando esses episódios acontecem, pois geralmente são feitos com personagens secundários e acabam se tornam um disperdício, não que tais personagens não sejam importantes, mas apenas pelo fato que não acho que precise de um ep inteiro para isso… Como alguns comentários, discordo totalmente da resenha, o ep foi pobríssimo e particulamente, odeio esse núcleo do Reino.

  • Hugo Gonzalez

    A verdade e que não somos x-men PRA FORÇAR A amc e Darabont fazer as pazes e ter a qualidade da 1ª temporada com poucos eps e bons, nem hoje, nem amanhã, o Gimple que resolve isso. E torce pra 9×1 e a mid-season, e o ep 16 ser muito bom e outros serem fodas.

  • Saulo Fabiano

    Infelizmente os roteiristas da série são péssimos para adaptar a história e péssimos para escreverem bons roteiros. Me pergunto como que estes camaradas conseguiriam este emprego, são muito fracos. Muitos aqui seriam capazes de escrever um roteiro muito mais empolgante, emocionante. Ainda gosto da série, mas tem muitos episódios, como este último, que infelizmente não são bem construídos. Foi um episódio mal feito, com cenas jogadas do Rick e do Daryl, com vários fatores sem sentidos. A morte da Shiva, extremamente mal feita, sem empolgação. Aliás esta personagem foi muito mal explorada, se é caro produzir tal efeito, existem milhões de formas de explorar o personagem sem gastar tanto, mas como a série está mal escrita, e mal gerida, preferem fazer cenas ruins e muito pontuais. A única cena interessante dessa personagem foi o ataque em um dos Salvadores qdo todos estavam encurralados pelo Negan. Uma cena boa, de um personagem tão bacana. Várias mortes de personagens bacanas são mal-feitas. Fico triste, pois tem muita coisa bacana a ser feita, mas já que os roteiristas são ruins e não querem agradar os clientes, a série perde qualidade.

  • Saulo Fabiano

    Realmente para uma série fantasiosa é necessário uma suspensão de crença. Gosto dos absurdos, faz parte da fantasia. A questão é que o roteiro pode empolgar mais umas pessoas do que outras. Por exemplo, a morte da Shiva, que foi o grande ápice, eu acharia mais legal se a tigresa fosse inserida desde o primeiro problema. Ao invés do Jerry ter matado o vilão, seria mais legal se a Shiva já agisse nesta cena, matando o cara, sendo o Jerry que a tivesse encontrado e a conduzido até lá. Sendo que então os três, Ezequiel, Jerry e a Shiva começariam uma luta contra os zumbis. Este tipo de cena mostraria que a Shiva teria a capacidade de lutar contra os zumbis. So que nesta luta, ela seria ferida na perna, assim como o Ezequiel por um soldado do Negan, em que a Carol acabaria matando o mesmo. Isto seria muito interessante, o Ezequiel e seu animal de estimação feridos da mesma forma. Com o fato da Carol os ter ajudado e aberto o portão, eles iriam fugir dos zumbis, mas pelo fato de os dois estarem feridos, Ezequiel e Shiva seriam presas fáceis, aí teria a cena do esgoto, em que Ezequiel e Shiva lutariam contra os zumbis, mas a Shiva já machucada tentaria lutar com todas suas forças e acabaria morrendo. Ela deveria olhar para o Ezequiel antes de morrer, como se fosse um aviso dela para ele fugir. Como não sou roteirista, como a forma que eu acho q seria mais legal, é apenas uma opinião minha e provavelmente não seria legal para muitos, posso dizer que minha opinião pouco importa kkkkkkk

  • Gabriel

    Nota: 9,0. O melhor da temporada apenas por enquanto. Fizeram um bom drama com o Ekekiel e a morte da Shiva foi triste!

  • jean
  • Dark Side

    Esse lance de rei, reino é muita bobagem, sinto uma leve vergonha alheia nas cenas com Ezekiel e seus “súditos”…